O lifting facial é uma gratificante cirurgia plástica que rejuvenesce o rosto e o pescoço. As modernas técnicas de lifting facial resultam numa aparência facial mais suave e natural.

O que o lifting facial realmente pode fazer?

banner-home-servicos-lifting-facialO lifting facial pode corrigir bochechas caídas, flacidez do rosto, pescoço flácido e a flacidez da pele ao longo da linha do maxilar. Em combinação com outras cirurgias plásticas, o lifting facial pode também corrigir as pálpebras inchadas ou caídas e a flacidez na testa. O lifting facial também pode melhorar a textura da pele e atenuar rugas quando combinado com tratamentos de peeling.

  • Bochechas caídas
    O lifting facial pode corrigir as bochechas caídas e flacidez do rosto. Para ver quanta pele pode ser removida de seu rosto, use o polegar e o indicador para pinçar suavemente a pele na frente da orelha. O montante que se pode pinçar com os dedos é o mesmo que pode ser removido cirurgicamente pelo lifting facial.
  • Linha do maxilar sem definição
    O lifting facial pode remover bolsas de pele e gordura ao longo da linha do maxilar. Com o tempo a linha bem definida do maxilar dá lugar à gordura acumulada e à pele flácida. Em casos mais avançados, pode já não ser evidente onde termina a linha do maxilar e onde começa o pescoço.
  • Pescoço flácido
    O lifting facial elimina o efeito “papo de peru” causado por proeminentes bandas horizontais formadas pelos músculos frontais do pescoço. O lifting facial elimina também o efeito de “queixo duplo” causado pelo excesso de gordura.
  • Região dos olhos
    O lifting facial pode certamente melhorar a aparência no pescoço e na parte baixa do rosto. Porém “não” melhora a aparência na região dos olhos. As pessoas que possuem excesso de pele e bolsas de gordura na região dos olhos devem considerar a cirurgia de blefaroplastia em conjunto com o lifting facial.
  • Região da testa
    O lifting facial não melhora a região da testa. Mas na maioria dos casos, é possível melhorar a aparência da testa através de tratamentos de peeling.
  • Rugas e problemas de pele
    O lifting facial não melhora a qualidade da pele. O lifting facial não resolve problemas de rugas, manchas, textura e descoloração. Para resolver estes problemas, os cirurgiões utilizam tratamentos de peeling em combinação com o lifting facial a fim de se conseguir um efeito de rejuvenescimento facial suave e pleno.

Cicatriz de lifting facial

No moderno lifting facial as incisões são feitas menores possíveis e a pele é ajustada na tensão ideal a fim de resultar em uma cicatrização perfeita e discreta. Não existe cirurgia plástica sem cicatriz! O que existe são técnicas para escondê-la, bem como cuidados para esvaecê-la.

Técnicas cirúrgicas de Lifting Facial

Não existe a fórmula ideal para se executar uma técnica “perfeita” de lifting facial. Anos de debates e volumosos estudos médico-cirúrgicos não conduziram os cirurgiões plásticos a um consenso sobre qual seria a melhor técnica cirúrgica.

Podemos dizer que o lifting facial “perfeito” é o resultado do julgamento e habilidade do cirurgião ao aplicar a técnica que produz os melhores e mais confiáveis resultados através de suas mãos. Veja abaixo as técnicas de lifting facial:

  • Lifting facial de uma camada
    Envolve a remoção apenas do excesso de pele do rosto e pescoço, ou seja, é uma técnica cirúrgica superficial que não manipula os tecidos mais profundos abaixo da pele facial. Essa técnica menos invasiva pode ser adequada em alguns casos, no entanto, muitos cirurgiões consideram essa técnica menos eficaz do que a técnica de duas camadas.
  • Lifting facial de duas camadas
    Lifting facial de duas camadas é a técnica mais comum entre os cirurgiões. A primeira camada é formada pela pele do rosto e do pescoço; a segunda camada é formada pelos tecidos abaixo da pele. A segunda camada na face é composta por um tecido fibroso fino e leve, e no pescoço a segunda camada é composta por um amplo músculo chamado de plastima.
    Esta técnica resulta em uma aparência mais natural e duradoura porque ela permite ao cirurgião apertar e levantar independentemente cada uma das camadas.
    Para potencializar o resultado estético alcançado pelo lifting facial, muitas pessoas aproveitam para aumentar a maçã do rosto. A técnica de cirurgia plástica que aumenta a maçã do rosto geralmente utiliza implantes faciais, mas alguns cirurgiões aproveitam os tecidos da segunda camada para criar o mesmo efeito estético.
  • Mini lifting facial
    Geralmente o mini lifting facial é recomendado para pessoas que necessitam apenas de um pequeno ajuste ao longo da linha da mandíbula ou nas bochechas. Também é muito utilizada como opção de segunda cirurgia para manter os resultados do primeiro lifting facial após 10, 15 ou até 20 anos.
    As incisões de mini lifting facial são mais curtas. Elas não vão muito acima e nem tanto por trás da orelha e a cirurgia exige um período menor de recuperação.
    Obviamente que o mini lifting facial apresenta resultados limitados. Portanto, se você optar por esta técnica, é importante perguntar ao cirurgião o que se pode esperar em termos de resultados e duração desses resultados.
  • Lifting de pescoço
    O lifting de pescoço é indicado para pessoas que apresentam apenas flacidez muscular no pescoço sem excesso de pele no pescoço e sem flacidez no rosto – uma combinação rara.
    Durante a cirurgia de lifting de pescoço, o cirurgião faz uma pequena incisão abaixo do queixo, aperta as bandas musculares e se necessário remove a gordura localizada.
    Se você optar por lifting de pescoço, limite suas expectativas. O lifting de pescoço não oferece o mesmo grau de melhoria que o lifting facial padrão pode oferecer porque o procedimento cirúrgico é executado através de uma única incisão abaixo do queixo e não serve para remover o excesso pele.
//]]>